Saiba como encontrar a melhor oportunidade para vender milho

A colheita da safrinha avança em meio a um cenário otimista para a produtividade e a comercialização

As perspectivas otimistas para a safrinha de milho 2018/19 começam a se confirmar no campo. A colheita já teve início nas principais regiões produtoras, como no estado de Mato Grosso e no Paraná. Excetuando casos pontuais que podem registrar perdas por causa de chuvas irregulares, até agora, a safra em andamento sinaliza uma boa colheita na maior parte das lavouras do cereal. “Houve um incremento na área plantada de 2,5% e a produtividade está melhor. No ano passado, a produtividade média foi de 99 sacas por hectare, enquanto que nesta safra a estimativa é de 103 sacas de milho por hectare”, afirma Danieli Gomes, Coordenadora de Barter na diretoria Cerrado-Oeste da Bayer.

Esse contexto favorável é consequência especialmente da boa janela de cultivo. No ano passado, a soja foi colhida na hora certa, o que beneficiou o plantio do milho em um momento de clima favorável na maioria das regiões. Assim, as lavouras do cereal receberam um volume de chuvas adequado nas primeiras fases de desenvolvimento, o que beneficiou o enchimento dos grãos.

Além da expansão de área plantada e avanço na produtividade, outra boa notícia são as cotações para a commodity. De forma geral, os agricultores podem comercializar o milho com preços em patamares mais remuneradores se comparados com o cenário da safra anterior. Aliado a isso, o câmbio, com dólar em torno de R$ 4, estimula as vendas, principalmente no mercado interno. “Estamos com um percentual de comercialização adiantado, cerca de 70% do milho safrinha já foi comercializado”, estima Danieli. “Neste ano, temos o fator câmbio mais alto, que facilita a formação de preço do milho. O preço na região Médio-Norte de Mato Grosso está próximo a R$ 20 por saca, é um preço atrativo levando em consideração que o preço mínimo para o período 18/19 é de R$ 16,50 a saca.”

 

A melhor estratégia para vender milho

Para estudar o mercado e aproveitar as melhores oportunidades de comercialização, o produtor pode contar com a ajuda de consultores especializados, resgatando por pontos na Rede AgroServices serviços de consultoria em comercialização, confira ofertas aqui. Além dos contratos futuros e mercado spot, uma das modalidades de negociação mais vantajosas é o barter, que permite negociar a colheita e, ao mesmo tempo, programar antecipadamente a compra de insumos. “Com uma maior produção de milho, o produtor pode vender o excedente de milho para comprar insumos à vista para a próxima safra de soja”, diz Danieli.

De acordo com a coordenadora Danieli Gomes, cerca de 60% do milho produzido no estado de Mato Grosso é exportado. Porém, o período que abrange os maiores volume de embarques é entre os meses de agosto a janeiro de 2020. “O produtor que colhe fora dessa janela de exportação pode precisar vender o milho no estado ou armazenar”, diz a coordenadora. “A capacidade de esmagamento e de transporte de milho para os portos não acompanha a produção. A capacidade estática de armazéns também não contempla toda a produção de soja e milho, por isso muitos produtores acabam armazenando em silo bag.”

 

Armazenagem de milho

A alternativa mais vantajosa é armazenar a produção na fazenda de forma adequada. “Infelizmente, às vezes vemos milho armazenado à céu aberto. O nosso papel é tentar mostrar ao produtor que nesse caso o milho perde qualidade e depois o produtor vai ter dificuldade para vender”, diz a coordenadora da Bayer. Por outro lado, o agricultor que investe em armazenagem tem um retorno garantido. “Quanto mais o produtor tiver acesso à tecnologia de armazenagem, melhor será a comercialização porque ele vai vender de acordo com o momento de demanda mais aquecida. Ele pode escalonar as vendas, aproveitando as oportunidades de mercado para comercialização mais atrativa”, afirma Danieli.

A Bayer ajuda o produtor a investir em armazenagem de grãos, por meio da oferta de serviços e produtos que podem ser resgatados na Rede AgroServices. Há opções de contratação de serviço de armazéns (confira as ofertas aqui) e também o resgate de silo bags, também chamados de silo bolsas, uma tecnologia de fácil implementação e ótimo custo benefício para armazenar a colheita de milho. Resgate silo bolsa na Rede AgroServices aqui.

 

Cenário internacional

Para avaliar o melhor momento de vender o milho, o produtor deve ficar atento às circunstâncias políticas e econômicas que interferem nos mercados, como, por exemplo, a guerra comercial entre China e Estados Unidos. Embora essa guerra interfira mais no mercado da soja, ela também pode impactar o milho. Outro fator importante para acompanhar é o plantio de milho da safra americana, que começou em ritmo lento, com atrasos causados pelo clima mais úmido e frio que está dificultando as operações de semeadura e a germinação das lavouras já plantadas.

Segundo a coordenadora Danieli Gomes, se os Estados Unidos cultivarem uma área menor do cereal, consequentemente, produzirem menos milho, o cenário pode criar melhores oportunidades de comercialização para o milho brasileiro. “A estimativa é que o plantio de milho dos Estados Unidos será o menor da história. Se o produtor americano não conseguir avançar com o plantio de milho até junho, que é a janela ideal de plantio, o produtor tende a migrar para a soja”, explica Danieli.

Compartilhe!

COPYRIGHT © REDE AGRO S.A - Última atualização: 21/06/2019 (1.0.2924)