Skip links

09.11.2017

Semeando produtividade

CESB lança seu 10º Desafio Nacional de Máxima Produtividade em soja

Frank Edwin Duurvoort – Rede AgroServices

Nery Ribas, presidente do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB)
Nery Ribas, presidente do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) (Foto: CESB/Divulgação)

O Desafio Nacional de Máxima Produtividade já é uma tradição entre os sojicultores brasileiros. Em sua décima edição, o evento, promovido pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), é referência em manejo e produtividade do cultivo carro-chefe da agricultura nacional. O Desafio vem ganhando adeptos ano após ano e nesta edição ganha um atrativo a mais: o concurso “Soja De Primeira”, uma iniciativa inédita da Bayer que premia produtores e seus consultores em cinco regiões do país. As inscrições para o Desafio CESB já estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.cesbrasil.org.br até 15º de janeiro de 2018. O produtor rural pode inscrever áreas de cultivo nas categorias de plantio irrigado e não irrigado. O vencedor do Desafio será conhecido no final do primeiro semestre de 2018.

Evento único no setor agrícola, o Desafio é um grande laboratório que busca aumentar a produtividade de soja e disseminar boas práticas. O evento é composto por quatro campeonatos regionais (Sudeste, Sul, Norte-Nordeste e Centro-Oeste) e um campeonato entre irrigados. Dali sai o campeão nacional.

“O CESB tem a intenção, o objetivo, o intuito, de ser a referência em soja no Brasil. A missão do CESB é provocativo”, explica o agrônomo Nery Ribas, presidente da entidade. “A nossa missão é provocar. É dizer ao produtor que a cultura da soja tem potencial para atingir mais de 100 sc/ha e estamos provando isso.” Os expressivos ganhos de produtividade entre seus campeões são prova indiscutível do sucesso da entidade na sua missão em prol da excelência.

Sucesso dentro e fora da porteira

No ano passado, o paranaense Marcos Seitz colheu 149,08 sc/ha e estabeleceu o novo recorde nacional de produção de soja em áreas auditadas. Com esse resultado, Seitz tornou-se bicampeão do Desafio em quatro participações consecutivas. Só para comparar, na primeira edição do Desafio, na safra de 2008/09, o produtor mato-grossense Guilherme Ohl alcançou a marca de 83,33 sc/ha.

Mas resultados desse calibre eram inimagináveis dez anos atrás. Quando o CESB realizou o seu primeiro Desafio, durante a safra de 2008/09, a meta de 100 sc/ha significava atingir um índice de produtividade duas vezes superior à média nacional. “Naquela época, a meta de produção de 100 sacas por hectare era uma utopia”, afirma Ribas. Mas a meta foi alcançada logo no segundo Desafio e hoje todos os 10 melhores classificados do torneio apresentam resultados acima a tal meta utópica. “A gente sabia do potencial que a cultura da soja tem, mas nada acontece por acaso. São diversos fatores, convergentes, de produção que culminam nesse resultado.”

A alta produtividade do Desafio CESB também se me mede pelo interesse do público. O interesse do sojicultor pelo Desafio também teve uma evolução acelerada. Houve apenas 140 inscritos na primeira edição do evento; no ano passado, mais de 5 mil produtores se inscreveram, oriundos de 14 estados e 642 municípios. Na safra 2017/18 o CESB espera um número ainda maior de inscritos.

Bayer e CESB

A Bayer é patrocinadora Master do CESB. Nessa condição, a empresa oferece inscrições gratuitas ao Desafio a produtores que são clientes da empresa. Na segunda fase do Desafio, CESB e Bayer realizam ações conjuntas onde levam ao campo oportunidades de treinamento, palestras técnicas, seminários e outras iniciativas que ajudam o produtor a colher melhores resultados. Além disso, oferecem informações detalhadas sobre as técnicas utilizadas pelos campeões para alcançar os índices de produtividade que obtiveram, num esforço de difusão de conhecimento, tecnologias e melhores práticas junto ao sistema produtivo do cultivo.

Para saber mais sobre o CESB e os campeões do Desafio Nacional de Máxima Produtividade, clique aqui para ler matéria da Rede AgroServices.

 

 

Agora você pode sugerir pautas para a redação da Rede AgroServices. É só mandar um e-mail pra gente: falecomoeditor@imgcontent.com.br