Skip links

10.08.2017

Produtividade de soja nas regiões Norte e Nordeste cresce com auxílio do Projeto UAI

Participantes do UAI terão oportunidade de visitar Estação Experimental de Melhoramento de Soja da Bayer em Porto Nacional/TO

Bayer

Foto: Fotokostic/Shutterstock
(Foto: Fotokostic/Shutterstock)
Coordenado pela Bayer em parceria com o Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), o projeto UAI – União dos Agrônomos Independentes é um programa de assistência ao produtor, que fornece acompanhamento de consultores renomados no mercado durante toda a safra de soja. Presente em 24 cidades das regiões Norte e Nordeste, a iniciativa ajudou a alavancar a produtividade do grão nos estados Tocantins, Pará, Maranhão, Piauí e Bahia.
 

Realizado desde a safra 2015/2016, o UAI propõe um novo modo de fazer agricultura, fomentando boa formação de solo e cuidados fitossanitários, além da apresentação de assuntos técnicos mais profundos que ajudem o agricultor a buscar alta rentabilidade, com investimentos e o uso de novas tecnologias. Como forma de reconhecer os esforços daqueles que alcançam melhor produtividade na safra decorrente, a Bayer inscreve os participantes do projeto no Prêmio CESB.

“O concurso do Comitê recebeu mais de cinco mil inscrições de todo o Brasil. Apesar de ser um ano muito competitivo, os quatro ganhadores estaduais entre Norte e Nordeste são clientes Bayer do Projeto UAI dos estados do Tocantins, Maranhão, Pará e Piauí. Por meio do Projeto, fomos pioneiros em reconhecer junto ao CESB os produtores do Norte e legitimá-los pelo empenho e determinação em aprimorar conhecimentos e práticas”, explica Thaís Costa, agrônoma de Desenvolvimento de Mercado da Bayer.

Integrantes da iniciativa recebem três visitas dos consultores ao longo do ciclo da soja, em momentos estratégicos da cultura. A primeira acontece na fase pré-plantio, para coleta de dados, amostras, avaliação e correção do solo, antes da semeadura; depois, são orientados novamente ao longo do plantio da cultura para o manejo fitossanitário; e a terceira visita sucede o início do estágio reprodutivo da soja, para os últimos ajustes da safra.

Agricultores que fazem parte do UAI no MATOPIBA e Pará ainda têm a oportunidade de visitar a Estação Experimental para melhoramento de sementes de soja, localizada na cidade de Porto Nacional, uma infraestrutura exclusiva na região. “A vantagem de integrar o projeto, além do aprimorado quesito técnico, é a troca de informações entre profissionais de diversas áreas do agronegócio e acesso a informações sobre tecnologias inovadoras para o futuro”, finaliza Thaís Costa

Agora você pode sugerir pautas para a redação da Rede AgroServices. É só mandar um e-mail pra gente: falecomoeditor@imgcontent.com.br