Skip links

18.07.2017

Os segredos do campeão do CESB

Em entrevista exclusiva à Rede AgroServices, Marcos Seitz fala do seu recorde nacional de produção de soja

Frank Duurvoort - Rede AgroServices

O produtor Marcos Seitz, campeão nacional do Desafio de Máxima Produtividade de Soja 2016/2017 do CESB
O produtor Marcos Seitz, campeão nacional do Desafio de Máxima Produtividade de Soja 2016/2017 do CESB
(Foto: Helmuth Seitz)
O produtor Marcos Seitz é uma celebridade no meio agro e não é pra menos. O jovem agrônomo de Guarapuava (PR) é o recordista nacional de produção de soja, com a marca de 149,08 sacas por hectare na safra 2016/2017. O resultado excepcional é quase o triplo da média nacional e rendeu a ele o título de campeão nacional do Desafio de Máxima Produtividade de Soja 2016/2017 realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB). Esta foi a quarta participação consecutiva de Seitz no Desafio, cujo recorde anterior era de 141,8 sc/ha e foi registrado na safra 2014/2015.
 

Seitz conta que na gleba 5 ha que ele reservou para o concurso, o tratamento minucioso foi diferenciado. Ele aumentou a adubação na área e plantou com espaçamento menor, em sistema de plantio direto, empregou uma dosagem maior de inoculantes e fez mais aplicações de defensivos. Seitz fez rotação com cevada, milho e aveia antes do plantio da soja desta safra e se beneficiou de uma baixa pressão de praga, clima bom e chuva na medida certa ao longo de todo o período de produção.

Seitz, 25, só começou a trabalhar em período integral na agricultura há dois anos. Com seu irmão mais velho, o consultor e também campeão do Desafio CESB, Alexandre Seitz, formam a quarta geração de agricultores da família, de origem alemã. Há 30 anos que os Seitz realizam um cuidadoso trabalho de estruturação do solo na sua propriedade. Para Marcos Seitz, a boa condição do solo é o segredo da alta produtividade.

O campeão recomenda

A experiência recordista de Marcos Seitz é uma clara demonstração do potencial, ainda inexplorado, da soja. “A maioria dos produtores esquece do básico”, diz ele. Investem muito em tecnologia, mas não dão a devida atenção à boas práticas que podem fazer toda a diferença. Aqui vão algumas dicas dão bons resultados, segundo quem entende.

  • Não esqueça de fazer a correção do solo;
  • Cuide da estrutura física do solo quando for fazer a descompactação;
  • Procure escolher o cultivar correto para a sua área;
  • Quando for semear, mantenha uma velocidade adequada de plantio, de aproximadamente 6,5 km/h;
  • Preste atenção com a balística das gotas na hora de aplicar defensivos e procure chegar nas folhas do baixeiro;
  • Faça um bom tratamento fitossanitário como defensivo.

Agora você pode sugerir pautas para a redação da Rede AgroServices. É só mandar um e-mail pra gente: falecomoeditor@imgcontent.com.br